Como a adoção do MDM na organização gera valor perante ao mercado?

Não há dúvidas quando afirmamos: os dados são um dos ativos mais valiosos das organizações e estes devem ser preservados e tratados com grande importância.

Este ativo é vital para decisões como o lançamento de um novo produto, quais iniciativas devem ser prioritariamente implementadas, como está o desempenho da organização, competidores, fornecedores e como está o compliance quanto a privacidade de dados.

O mundo está se tornando cada vez mais conectado e o volume de dados está aumentando com a mesma velocidade, levantando assim questões sobre como os dados são coletados, armazenados, utilizados, governados e até mesmo valorizados.

O último em particular merece grande consideração. O Gartner prevê que até 2022, as empresas serão avaliadas por seus ativos de dados, afirmando que "os avaliadores de investimento corporativo e analistas do mercado de capitais serão obrigados a considerar a riqueza de informações e a qualidade dos dados na valorização das empresas”.

Em 2016, o Conselho de Normas de Contabilidade Financeira (FASB) reuniu um grupo de pesquisadores para estudar a atualização de suas normas contábeis para potencialmente contabilizar dados como um ativo no balanço. Os pesquisadores têm trabalhado para descobrir uma maneira de estimar o justo valor destes ativos, mas o fato é que eles serão considerados na valorização das empresas.

Em algum momento, tais estimativas de valor de dados será viável. Como diz o velho ditado, onde há uma necessidade, há um caminho. E definitivamente há uma necessidade de conta para o valor de dados.

De acordo com o Federal Reserve Bank da Filadélfia, empresas provavelmente têm mais de US$8 trilhões em ativos intangíveis, aproximadamente metade da capitalização do Índice Standard & Poor’s 500. Não é de se admirar que acionistas, investidores institucionais e conselhos de administração estão clamando por ter dados listados no balanço. Em muitas empresas ricas em informações, os dados podem ser seu maior patrimônio.

É no sentido de governar estes ativos que as soluções de MDM (Master Data Management), IVM (Information Value Management) e de tratamento de dados se tornam peça fundamental para garantir a valorização dos dados corporativos. O nosso EBX5 tem esta função, agregando em uma única solução funções de governança de dados e informações, qualidade de dados, enriquecimento de dados, workflows, linhagem de dados, preservação dos ativos de dados e segurança.

 

Autor: Anderson Primosic